ÁREA DO ALUNO

Publicações

Artigos


24 de maio de 2012

Utilização do magneto atrativo associado à banda-alça para a desimpactação dentária: relato de caso clínico

Por Dr. Sisenando Itabaiana Sobrinho

Resumo 

Neste relato clínico será descrito o emprego de uma alternativa mecânica para a erupção guiada de um pré-molar impactado utilizando-se magnetos atrativos compostos por uma liga de neodímio-ferro-boro (Nd2Fe14B). O tratamento cirúrgico-ortodôntico foi realizado
em um paciente jovem, com 11 anos de idade, portador de má oclusão de Classe II de
Angle, apresentando impacção do segundo pré-molar superior direito. O sistema magnético
atrativo proposto consistiu de um magneto colado com resina fotopolimerizável sobre a
superfície vestibular do dente impactado e outro pólo magnético rígido incrustado em
um aparelho banda-alça modificado. A desimpacção dentária foi realizada em 50 dias
e nesse intervalo foram necessárias duas ativações magnéticas por readaptação estratégica
dos magnetos no sistema banda-alça. Os níveis de forças magnéticas desenvolvidos ficaram
entre 0,15 e 0,80N. A opção magnética nesse caso clínico foi efetiva tanto em relação
ao tempo de tratamento quanto em relação ao conforto proporcionado à paciente. Os
magnetos empregados geraram um campo de força contínuo e autônomo, não sendo necessária a utilização de fios metálicos como guias de orientação na erupção e nem elásticos de tracionamento. Entretanto, foram verificados sinais de
corrosão por frestas nas superfícies dos magnetos.

Abstract

The present case report describes the use of a new mechanical approach to promote the guided eruption of an impacted premolar by using attractive magnets composed of neodymium-iron-boron alloy (Nd2Fe14B).The surgicalorthodontic treatment was performed in an 11 year-old patient, with Angle Class II malocclusion and impaction of second right premolar. It was used a magnetic system consisting of a magnet attached
to the vestibular surface of the impacted tooth using a photopolymerizable resin and the other magnet embedded in a modified retainer appliance. Disimpaction time was 50 days and in this interval two magnetic activations were necessary for the strategic re-adaptation of the magnets in the retainer system. The degree of magnetic force ranged from 0.15 to 0.80 N. The magnetic option in this clinical case was quite effective with regard to both treatment time and patient comfort. The magnets used generated a continuous and autonomous magnetic field. Thus, there was no need for the use of metal wires as guides during the eruption or elastic bands for traction. However, there were signs of corrosion due to the cracks on the magnet surfaces.