ÁREA DO ALUNO

Publicações

Artigos


3 de abril de 2012

Má-oclusão em saúde pública: Odds ratio dos fatores de risco e prevenção baseada em evidências

Por Luciano Ferreira Ladeia Júnior

RESUMO – Objetivo:
Identificar fatores de risco à má-oclusão dentária que permitam a prevenção do agravo e a promoção da saúde oral. Métodos: foi constituída uma amostra por 377 jovens de ambos os sexos, na faixa etária dos 12 aos 15 anos, no município de Barra do Choça/Bahia. Iniciou-se por avaliar a oclusão, assim como levantar sua situação sociodemográfica e fatores associados. Foi considerado para a avaliação da oclusão: classificação de Angle, trespasse horizontal/vertical, espaçamento/apinhamento, mordidas cruzadas, abertas, inclinações e migrações dentais. Os dados obtidos foram organizados e submetidos a testes estatísticos através do software SPSS, para verificar associações entre as variáveis do estudo pela estimativa de odds ratio. Resultados: a prevalência de má-oclusão dentária foi 89,9%. Os seguintes fatores de risco foram evidenciados: perda de dentes permanentes (OR = 7,8); traumatismo de face (OR = 6,5); padrão respiratório buconasal (OR = 6,4); perda precoce dos decíduos (OR = 6,4); retenção prolongada (OR = 4,3); alterações de fala (OR = 3,6); hábito de sucção de chupeta (OR = 3,0). Elementos de natureza socioeconômica, como a falta de acesso ao dentista e recorrer a dentistas práticos, também foram evidenciados no estudo. Conclusão: é necessário aumentar as ações de proteção e prevenção da má-oclusão para que se reduza a prevalência da patologia e dos fatores de risco identificados. Unitermos -Má-oclusão; Saúde pública; Fatores de risco; Prevenção.

ABSTRACT – Aim:
to identify risk factors to malocclusion and plan actions to prevent ML and promote oral health. Methods: a random sample of 377 boys and girls aged 12-15 years was evaluated in Barra do Choça – Bahia. We began evaluating the occlusion, the associated factors and the sociodemographic situation. The acclusal anatomical-functional characteristics assessment was done considering: Angle classification, overbite, overjet, crowding, open bite, cross bite, dental pathologic migrations. The results were later on statistically treated with the use of SPSS software, in order to verify associations. Results: the prevalence of malocclusion was 89,9% and the following risk factors were indicated: Loss of permanent tooth (OR = 7,8), Face trauma (OR = 6,4), Mouth-nose breathers (OR = 6,4), Early loss of primary teeth (OR = 6,4), Prolonged retention of deciduous tooth (OR = 4,3), speech and voice disorder (OR = 3,6), Pacifier use (OR = 3,0). Other aspects, with socioeconomic nature, such as lack of access to dental healthcare services and popular medicine to treat dental disorders were evidenced. Conclusion: we conclude as imperative to increase the number of protective and promotion actions to reduce the high malocclusion prevalence and risk factors determined in this study. Key Words – Malocclusion; Public health care; Risk factors; Prevention.



Download Artigo